About today and to infinity...


Tenho em mim o melhor da vida: o prazer e a paixão de trabalhar na área que mais gosto. Adoro Marketing, Comunicação, Gestão e gosto de trabalhar com marcas de moda e lifestyle. 
Eu e a Daniela criamos a Living The City e já lá vão quase 2 Anos. 
Primeiro despedimos-nos dos nossos trabalhos (madness?!! Nos dias de hoje sim!). Ser mentes comandadas por uma "voz" não era aquilo que desejávamos para a nossa vida. Desejámos ser felizes todos os dias ao acordar, mesmo que isso signifique ultrapassar e caminhar por caminhos um pouco mais tumultuosos. Faz parte. Nós sabemos. 
Começamos sozinhas e do zero, sem dinheiro e investimento. Mas isto já é difícil, certo?  Mas afinal, o sonho é possível, e o caminho é longo. Muito Longo. Sabemos onde vamos e onde queremos ir. Mas vamos conseguir....

Hoje termino a noite com este desabafo porque amo de paixão o que faço e porque temos a melhor equipa do nosso lado: #bloggersinthecity, "aqueles amigos", os melhores clientes do mundo e a nossa família!



If you want to do. If you wish. You can. But after all, you're walking?


perfect holiday end


Em Setembro fiz uma escapadinha em família até à nossa vizinha Espanha. Visitei Gondomar, Vigo e Baiona. Duas cidades e uma vila muito sossegadas de dia e de noite ganham uma áurea incrível com a vida nocturna.
 A última vez que visitei Vigo e Baiona ainda era criança.  
Este foi um fim-de-semana que soube a pouco. Foi uma quebra saudável e feliz no regresso ao trabalho pós-férias.

Privado: Por mim podia ser setembro todo o ano!...




 Ainda não me agarrei às cores de outono. Por mim podia ser setembro todo o ano e cores coloridas em todos os dias. Enquanto o frio à séria não chega eu quero é aproveitar o sol e as roupas de verão as vezes que eu quiser! Certo? :) Bom fim-de-semana! 


Na rota // Lojas Vintage: Wild At Heart


Sou uma apaixonada por lojas vintage. Seja de roupa em segunda mão, máquinas, acessórios e até peças de decoração. Conheço imensas pelo país fora e, então, decidi partilhar no blog o melhor que conheço do mundo vintage. O antigo e o retro. 
Ao contrário do que se pensa, vintage não significa que é fraco ou totalmente usado. Existem peças que são uma preciosidade e na minha casa já moram muitas! Algo que partilharei mais à frente...